Você sabe quais são as 4 lesões que mais acometem o joelho?

Por MMelo Assessoria | Crédito: Divulgação

Depois de muitos meses parados, o universo esportivo e as academias, voltam com força total às suas atividades. Por isso, fica o alerta a respeito de um dos membros mais importantes do corpo quando falamos em mobilidade e responsabilidade pela prática da maioria das atividades esportivas; além de ser também um dos que mais sofrem lesões: o joelho.

Para explicar sobre as quatro lesões mais comuns, seus cuidados e prevenção, chamamos o especialista em cirurgias do joelho e traumas do esporte, Samuel Lopes, que lida diariamente com estes assuntos em seu consultório, consultorias e assessorias esportivas.

PRIMEIRA LESÃO – CONDROPATIA PATELAR

Em primeiro lugar, temos a campeã, aquela que mais traz pacientes aos consultórios, que é a condropatia patelar, explica o médico Samuel Lopes.

A condropatia é uma alteração da cartilagem da patela, que pode ser uma doença, um desgaste ou mesmo algum trauma ou uma lesão que o paciente sofreu. Logo, essa cartilagem passa a sofrer com um processo de degeneração progressiva e dolorosa.

É preciso entender que a condropatia patelar muitas vezes faz parte de um complexo maior de uma síndrome dolorosa fêmur-patelar, que é um termo melhor para definirmos. Isso, porque muitas vezes não é só a condropatia, ou seja, não é só a cartilagem que está comprometida, pode existir um quadro com outros fatores associados; biomecânicos, fatores musculares, fraquezas, contraturas e hipomobilidade.

E como cuidar da condropatia? 

médico explica que é preciso ter aquele olhar preventivo e cuidadoso para com a cartilagem, com as atividades em excesso, com a carga de treinamento. E com a proteção cuidadosa, mas fundamentalmente, fortalecendo todos aqueles grupos musculares, corrigindo a postura, a biomecânica dos exercícios e nos esportes; seja corrida ou esportes que envolvam saltos ou mesmo os treinos na academia ou nos postos de Crossfit.

Essa é a dica para prevenção e cuidados para condropatia patelar.

SEGUNDA LESÃO – LESÕES DOS MENISCOS

Nossa segunda lesão é a campeã das cirurgias. São as lesões dos meniscos. “A artroscopia de joelho é uma das cirurgias mais realizadas em todo mundo. E eu, como especialista de joelho, garanto que é uma das intervenções cirúrgicas que mais faço também”.

É preciso entender que existem dois perfis de lesões do menisco: As lesões traumáticas, que são associadas aos esportes e atividades de Trabalho, quando o paciente normalmente sofre um trauma torcional e esse menisco vem a se romper. Por outro lado, as lesões traumáticas associadas aos esportes são mais comuns nos pacientes jovens. E na maioria das vezes são lesões cirúrgicas.

E existem as lesões degenerativas, associadas aos pacientes mais idosos que vão sofrendo com o desgaste ao longo da vida e também por fatores associados, como; sobrepeso, obesidade, falta de exercício físico. É quando esse menisco fica mais sobrecarregado e por isso fica mais vulnerável.

É preciso entender que as lesões degenerativas evoluem muito bem com tratamento conservador (não cirúrgico), com trabalho fisioterapêutico bem feito, com trabalho de fortalecimento muscular e atividade física orientada. O educador físico também tem um papel muito importante nesse processo.

TERCEIRA LESÃO – ARTROSE

Vamos lembrar que a artrose é uma patologia muito comum e acomete principalmente pacientes idosos acima de 60, 65 anos. Pode-se esperar que cerca de 80% das pessoas acima de 60, 70 anos vão ter algum sinal de artrose se fizermos uma radiografia.

Qual é o grande problema da artrose?  

A artrose é uma patologia que causa muitas limitações. São inúmeras limitações de movimento, limitações para a prática de exercícios e atividades do cotidiano como pequenas caminhadas, subir escadas, fazer movimentos regulares. Coisas simples como brincar com os netos ou ir até a igreja a pé como antes, passa a ser um desafio. Essas limitações, associadas ao quadro de dor é o que caracteriza a artrose.

E como tratar a artrose? 

Tratamos a artrose com exercícios, controle do peso e medicamentos, que são fundamentais no controle adequado da dor. Há casos que a cirurgia é o ideal, mas o mais importante é a prevenção, principalmente quando ela é feita ao longo de toda a vida, com a prática regular de atividade física e controle do peso.

Samuel ainda enfatiza: “É preciso se cuidar, principalmente, quando já se tem algum histórico de lesão meniscal ou uma lesão de cartilagem. É preciso se cuidar desde cedo e ter um objetivo, de longo prazo, de viver bem e ficar mais distante do risco de ter artrose.”

 #QUARTA LESÃO – LCA

Para fechar, temos a lesão de número quatro. Todo mundo que gosta de esporte, que gosta de reabilitação, conhece bem essa lesão. É a famosa LCA (Ruptura do Ligamento Cruzado Anterior), uma lesão que impacta muito a vida dos esportistas. Ela é muito comum em pacientes jovens; homens e mulheres e a partir de 15, 16 anos, já se observa uma crescente desses casos.

Qual é o grande problema dessa lesão? 

O maior problema é que ela necessita um longo tempo de recuperação. E isso é complicado, por exemplo, para um jogador de futebol profissional que está no meio de uma temporada de jogos importantes. Ele tem de 9 até 12 meses para se recuperar completamente de uma lesão.

E qual é a função do ligamento cruzado anterior? 

Ele é responsável pela estabilidade do joelho, estabilidade anterior. E uma vez que há uma ruptura do ligamento, é preciso buscar todos os artifícios para que haja a proteção e a estabilização do joelho e sua articulação. 

E como se faz isso?

A musculatura é muito importante, mas só um paciente com uma demanda esportiva, ou um paciente mais jovem e que o joelho sofre com “falseios”, a cirurgia é o tratamento mais adequado. “É o melhor tratamento que se pode oferecer na nossa rotina. E para prevenir é preciso tomar os devidos cuidados nos treinos: – treinos para bíceps, treino de equilíbrio, de força.”

E como se prevenir das lesões do joelho? 

É preciso fortalecer todos os músculos que estão ao redor do joelho, isso é fundamental para que haja uma proteção dessa articulação

Da mesma maneira um peso adequado é importante, pois ele gera menos sobrecarga sobre os joelhos. E para aqueles pacientes que já sofreram com alguma lesão, fazer esse trabalho e ter esses cuidados continuamente, idealmente sempre bem acompanhado de um profissional e o cuidado na execução dos movimentos, dos treinos esportivos, ou seja, quando se fala de joelho é fundamental estar sempre atento aos cuidados necessários, sempre fazer exercício físico regularmente e manter a musculatura forte e o peso adequado.

Havendo qualquer problema, procure o médico!