Tóquio 2020: Boxe brasileiro tem três medalhas olímpicas garantidas
03.08.2021 - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Boxe Masculino. Semifinal. Peso Pesado (até91kg). Na foto o atleta Abner Teixeira. Foto: Wander Roberto/COB

Por Confederação Brasileira de Boxe | Crédito: Wander Roberto/COB

O Boxe brasileiro só nos orgulha nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A atleta Beatriz Ferreira (60kg) atropelou Raykhona Kodirova, do Uzbequistão, e garantiu presença nas semifinais.

Bia vai enfrentar Mira Potkonen, da Finlândia, às 2h15 da madrugara da próxima quinta-feira no horário do Brasil. Se vencer, garante presença na final olímpica.

Beatriz Ferreira (60kg) já está no pódio dos Jogos Olímpicos de Tóquio.
Boxe masculino brasileiro na semifinal com o atleta Abner Teixeira (91kg).

Outros resultados

Abner Teixeira (91kg) enfrentou o experiente cubano Julio La Cruz na semifinal dos pesados em Tóquio. Fez uma excelente luta, mas La Cruz acabou levando a melhor.

Mas isso não tira o brilho da grande conquista de Abner, que venceu dois grandes adversários antes de chegar às semifinais e conquistar uma histórica medalha de bronze. Abner é o primeiro peso pesado a subir no pódio olímpico.

Wanderson Oliveira (63kg) também lutou na terça-feira (03), contra um grande atleta. O brasileiro lutou bem e demonstrou seu potencial contra o cubano Andy Cruz. Infelizmente não venceu, mas demonstrou que pode alcançar o pódio olímpico em Paris 2024.

Hebert Conceição (75kg) lutará a semifinal olímpica contra Gleb Bakshi, do Comitê Olímpico Russo, na próxima quinta-feira às 3h18 do horário brasileiro. Vale presença na final!

Ao todo, o Boxe do Brasil garante três medalhas olímpicas. Esta é a terceira edição de Jogos Olímpicos com o Boxe do Brasil no pódio.