Master 17: Mais que técnicas, Elias Silvério ensina a filosofia das artes marciais

Da Redação | Crédito: Divulgação

O 2º dan em Shorinji Kempo e mestre em Kung Fu Shaolin, Elias Silvério, oriundo de Pirapora, em Minas Gerais, registra uma relação afetuosa com as artes marciais a partir dos anos 70.

Aos sete anos, sofria muitas agressões de um colega na escola, mas graças aos filmes do astro Bruce Lee enxergou nesse segmento uma poderosa ferramenta de defesa pessoal. Assim, na década seguinte, ingressou em um dojo de Karate, situado no município de Ji-Paraná, em Rondônia, tendo o professor Avelino Pompeo como uma das primeiras inspirações.

Em 1989, ao retornar a Belo Horizonte, capital mineira, graduou-se no estilo Shorinji Kempo. Paralelamente, praticou Kung Fu Shaolin baseado no sensei Jamal (in memoriam).

Depois, em junho de 1994, já consolidado como professor de duas modalidades, faixa preta de Shorinji Kempo e recém-formado no magistério de Kung Fu, foi desafiado pelo mestre de Capoeira Ivan.

Leia mais na Revista Master – 17ª edição (versão impressa)

E em breve, nas principais plataformas digitais: Amazon, Google Play e Kobo.