A menos de 100 dias dos Jogos de Tóquio, Brasil soma 200 vagas e 90% de bolsistas

Por Rede do Esporte | Crédito: Divulgação

Há poucos dias a capital japonesa, Tóquio, celebrou o marco de 100 dias para a Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que estão agendados para o período entre 23 de julho e 08 de agosto.

“No último ano, os atletas ao redor do mundo mantiveram a fé e continuaram a treinar mesmo diante de desafios enormes impostos pela pandemia do novo coronavírus”, afirmou o Seiko Hashimoto, presidente da Tóquio 2020. “Os Jogos serão uma celebração da resiliência, da solidariedade e da noção de humanidade compartilhada. O mundo enfrentou uma crise sem precedentes e os Jogos de Tóquio têm o compromisso de oferecer uma luz de esperança neste verão”, completou.

“Nós esperamos que os Jogos de Tóquio sejam símbolo de uma recuperação sustentável. Precisamos ser meticulosos e ousados ao mesmo tempo para nos preparar para os Jogos”, afirmou a governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

Brasil

Até agora, o Brasil tem garantidas 200 vagas, em 23 modalidades, na competição que foi adiada para 2021 em função da pandemia. Entre essas 200 vagas, 43 já têm nome e sobrenome definidos. As demais dependem de convocações ou confirmações das confederações esportivas.

Dos 43 confirmados, 39 (90,6%) são integrantes do Bolsa Atleta, da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. São 31 da categoria Pódio, a principal do programa, com repasses mensais de R$ 5 mil a R$ 15 mil, além de cinco da categoria Olímpica e três da Internacional.

No ciclo que se iniciou com o fim dos Jogos Rio 2016, o investimento do Governo Federal nesses 39 bolsistas supera os R$ 16 milhões. Quando se leva em conta as 23 modalidades contempladas com vagas, o aporte federal no mesmo período é de mais de R$ 164 milhões.