Sohaku Bastos

Atualmente, é muito difícil encontrarmos um brasileiro que resida no Japão, pratique artes marciais e estude Budismo e Medicina Oriental, imagine, então, alguém que tomou essa decisão na década de 60.
Foi exatamente o que aconteceu com o Prof. Dr. Sohaku Raimundo César Bastos, mais conhecido como Sohaku Bastos.
Em sua vivência no pais nipônico, o brasileiro aprendeu técnicas marciais e tornou-se mestre em Karate (1964) e em outras modalidades, monge budista e especialista em diversas terapias orientais.
Ademais, formou-se em Medicina Oriental pela Escola Imperial de Medicina Oriental do Japão, e conquistou os títulos de especialista em Acupuntura, Osteopatia e Quiropraxia, e o de mestre em Honnō-Ho em diversas faculdades japonesas.
Para completar, dedicou-se ao estudo e treinamento budista nos mosteiros Daitoki-Ji, da Escola Rinzai, no Manpuku-Ji, da Escola Obaku, e no Kongobu-Ji, da Escola Shingon, onde recebeu a outorga religiosa monástica por meio do monge superior, Abade Tajima Sōko, do Jochi-In, localizado na cidade de Koyasan, com licença oficial para celebrar ofícios e cerimônias.