URGENTE: Rafaela Silva está fora das Olimpíadas de Tóquio, decide CAS

Da Redação | Nota e Crédito: CBJ

Uma das maiores judocas do mundo, a brasileira Rafaela Silva não vai disputar os próximos Jogos Olímpicos, em Tóquio, no Japão.

A decisão foi da Corte Arbitral do Esporte (CAS), que manteve a punição aplicada à campeã, que testou positivo em um exame antidoping realizado durante o Pan-Americano de Lima, no Peru, em 2019.

No primeiro momento, a Federação Internacional de Judô (FIJ em inglês) determinou punição de dois anos. Porém, a judoca recorreu à CAS, que julgou o caso em setembro, mas só divulgou o resultado neste mês (dezembro).

Além de ficar fora dos Jogos de Tóquio, Rafaela perde as medalhas conquistadas no Mundial de 2019 (bronze no individual e por equipes) e a medalha de ouro faturada no Pan de Lima, na categoria até 57 kg.

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) lamentou a decisão e divulgou uma nota. Confira:

A Confederação Brasileira de Judô lamenta os efeitos da decisão proferida pela Corte Arbitral do Esporte no julgamento da atleta Rafaela Silva, confirmada, nesta segunda-feira, 21.

Rafaela é uma das maiores atletas do país, única judoca brasileira campeã mundial e olímpica, em carreira construída à base de muito suor, disciplina, coragem e, sobretudo, superação.

Uma das principais lições que o nosso esporte ensina é aprender a cair, levantar e seguir. Rafaela Silva e o Judô brasileiro levantarão ainda mais fortes. Juntos, estamos preparados para vencer as dificuldades.