Eduardo Yudi testa positivo para Covid-19 e Brasil terá apenas quatro representantes no Grand Slam de Antalya

Da Redação | Com informações do Globo Esporte | Crédito: Abelardo Mendes Jr /Rede do Esporte

O judoca Eduardo Yudi testou positivo para a Covid-19 na Turquia, local do Grand Slam de Antalya. Com isso, a organização precisou afastar os atletas que tiveram concentrados com ele. Assim, 15 dos 19 participantes brasileiros ficarão fora da competição.

O judoca Eduardo Yudi testou positivo para Covid-19.

O Grand Slam de Antalya, que começa a partir de quinta-feira, 01 de abril, vale mil pontos para o ranking mundial – classificatório para as Olimpíadas de Tóquio. Os 15 judocas afastados são: Gabriela Chibana, Larissa Pimenta, Katelyn Nascimento, Jessica Pereira, Alexia Castilhos, Ketleyn Quadros, Maria Portela, Ellen Santana, Beatriz Souza, Maria Suelen, Eduardo Yudi, Rafael Macedo, Leo Gonçalves, Rafael Buzacarini e Rafael Silva.

Os quatro judocas restantes vão competir porque não tiveram contato com Yudi. São eles: David Moura (100 kg), Daniel Cargnin (66 kg), Eric Takabatake (60 kg) e Willian Lima (66 kg).