Copa Brasil 2021: Técnicos projetam competição de alto nível técnico e oportunidade para novos atletas

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Davi Victor/Navve/CBJ

A partir da próxima quarta-feira, 17, a Copa Brasil Interclubes de Judô reunirá, em Pindamonhangaba, São Paulo, alguns dos principais judocas do país na maior competição interclubes por equipes de 2021 apresentada por Bradesco com realização da Confederação Brasileira de Judô.

Para os treinadores das oito equipes que participarão da disputa neste ano o evento será de alto nível técnico e uma boa oportunidade para os novos atletas que começam a aparecer neste início de ciclo olímpico. 

“Pelo momento que estamos, esta competição será uma importante preparação para os eventos que estão por vir. Será uma grande oportunidade para os atletas que estão surgindo neste começo de ciclo olímpico”, avaliou Leandro Guilheiro, técnico do Esporte Clube Pinheiros, atual campeão da Copa.  

É o caso, por exemplo, da equipe formada pela UMBRA/Vasco, estreante no evento em 2021.  

Fulvio Miyata orienta seu atleta no tempo técnico durante a Copa Brasil.

“Estar na Copa Brasil entre os principais clubes do nosso país é motivo de muito orgulho para nós. Nossa equipe é jovem e toda formada no projeto UMBRA, com atletas talentosos que vêm construindo grandes resultados desde as equipes de Base do Brasil. São 4 Campeões Brasileiros, dentre eles Luana Carvalho, que foi medalhista de bronze no Campeonato Mundial Júnior deste ano, Pedro Medeiros e Beatriz Comanche que já estiveram representando o Brasil em Campeonatos Mundiais (de base). Então, apesar de jovens, são atletas com alguma rodagem internacional e que lutarão com muita vontade dentro dos tatames buscando o melhor resultado”, destaca a sensei Soraya Amorelli, técnica da UMBRA.  

Vice-campeão em 2020, o Minas Tênis Clube preparou sua força máxima para buscar o título desta vez. Para o técnico da equipe mineira, Fulvio Miyata, a Copa é um momento de grande visibilidade e valorização do trabalho realizado pelos clubes e, por isso, todos querem estar entre os melhores. 

“A minha expectativa é que seja uma competição de alto nível técnico com os melhores atletas representando seus respectivos clubes”, projeta. 

Uma das novidades no formato da Copa é o tempo técnico implementado logo na primeira edição. Neste ano, o tempo técnico acontecerá nas lutas a partir das semifinais. Assim que o combate chegar a dois minutos no tempo regulamentar, a luta será pausada automaticamente e os atletas poderão se dirigir aos técnicos diretamente para pegar instruções mais claras. O objetivo da medida é trazer ainda mais protagonismo para o trabalho dos treinadores e melhorar o nível técnico das lutas.  

O que dizem os treinadores:  

Douglas Vieira, técnico do Clube Athletico Paulistano: “A Copa Brasil é um grande evento interclubes por equipe, nos moldes do Campeonato Mundial de Judô por Equipes e reune os melhores judocas do Brasil. A visibilidade do clube nacionalmente é um fator muito importante para qualquer clube, seus atletas e patrocinadores”  

André Silva, técnico do Instituto Reação: “É sempre um desafio enfrentar as principais equipes do Brasil. Esperamos que o nosso time possa fazer um grande campeonato e consiga trazer o título mais uma vez para o Instituto Reação.” 

Daniel Pires, técnico da Sogipa: “A Copa Brasil é uma competição importante por ser a única neste formato no calendário nacional e será fundamental para a retomada das competições em alto nível. Este tipo de evento é muito importante para o Judô brasileiro, que é um dos esportes mais vencedores do Brasil. Outro aspecto importante é o protagonismo e a visibilidade que os clubes receberão através da TV e outras mídias.” 

Alexandre Lee, técnico do SESI-SP: “O formato da competição é muito atrativo para os clubes, com alguns pontos inovadores como o tempo técnico, e formato de transmissão muito bacana. A equipe do SESI está numa fase de reformulação e a competição será um bom momento para testar atletas jovens.”  

Kira Yamazaki, técnico do Clube Paineiras do Morumby: “A expectativa é grande. Apesar de esse ano a equipe estar desfalcada, estaremos tentando manter a tradição do Paineiras de brigar pelo pódio. A Copa Brasil Interclube é um evento de grande porte, onde os atletas podem ter seu primeiro contato com os atletas da seleção principal, dos grandes clubes e oportunizar outros atletas de outros clubes a participarem, visto que podemos ter o empréstimo outros de atletas.”

FORMATO DE DISPUTA

A Copa Brasil Interclubes de Judô começa na próxima quarta-feira, 17. A disputa é apresentada pelo Bradesco, patrocinador master do judô brasileiro há mais de dez anos. Esta é a segunda edição do campeonato que se tornou a principal disputa por equipes mistas do país.  

Na primeira fase, os oito clubes serão divididos, por sorteio, em dois grupos com quatro clubes cada. Eles se enfrentarão em sistema de eliminatória (chaves) e os dois melhores de cada grupo se classificam para as semifinais. Os vencedores farão a disputa pelo título e os perdedores das semifinais disputarão a medalha de bronze.  

Cada confronto terá até seis lutas nos pesos 57kg, 70kg, +70kg, 73kg, 90kg e +90kg. Vence o confronto o clube com o maior número de vitórias. Quem fizer 4 a 0 primeiro vence.  

A competição por equipes mistas estreou em Tóquio 2020 no programa olímpico. O Brasil tem uma prata e dois bronzes em Campeonatos Mundiais por Equipes Mistas. 

AGENDA

16/11 – Sorteio dos Grupos 
17/11 – Eliminatórias Grupo A (3 confrontos)
18/11 – Eliminatórias Gurpo B (3 confrontos) 
19/11 – Semifinais (2 confrontos)
20/11 – Disputa de Bronze e Final (2 confrontos)

Horário: 14h (horário de Brasília) 

TRANSMISSÃO AO VIVO  

A Copa Brasil Interclubes de Judô será transmitida nacionalmente pelo canal fechado Sportv durante os quatro dias de evento, a partir das 14h.   

Além disso, os fãs do judô poderão participar da torcida virtual por meio de uma plataforma digital que será lançada nos próximos dias. Dentro da plataforma, a experiência oferecerá conteúdo exclusivo, como diferentes ângulos da transmissão, interatividade com o evento por meio de chat de mensagens. Os participantes da torcida virtual aparecerão no telão do ginásio numa espécie de arquibancada digital.