Chico do Judô falece em São Paulo

Da Redação

Um dos maiores dirigentes brasileiros de Judô, Francisco de Carvalho Filho, mais conhecido como Chico do Judô, nos deixou nesta quarta-feira (24), aos 70 anos, em virtude de complicações causadas pela COVID-19.

Há alguns anos, Chico havia feito um transplante de fígado, e em 2020, de rim. No início desta semana, seus sintomas de COVID-19 se intensificaram e ele foi internado no Hospital do Rim, na Vila Mariana, mas não resistiu. Nossas condolências à família, amigos, alunos e parceiros.

Trajetória

Chico do Judô

Chico do Judô era natural de Guarulhos, mas cresceu em Mauá, na Região Metropolitana de São Paulo, que a partir da década de 30, começou a receber os primeiros imigrantes japoneses.

A influência nipônica fez toda a diferença na vida do brasileiro. Quando criança, começou a disputar campeonatos, entretanto, depois se viu obrigado a praticar fora do eixo de Mauá, já que a academia em que treinava, fechou.

Com o tempo, passou a ministrar aulas, cursar Educação Física e assumir cargos importantes. Dirigiu a 9ª Delegacia Regional do ABC e presidiu por 20 anos a Federação Paulista de Judô (F.P.Judô), além de ter sido vice-presidente da Confederação Brasileira (CBJ).

Mesmo sendo apaixonado pelo Judô, sempre teve como atividade profissional a construção civil, profissão herdada do pai.

Quando iniciou a trajetória política, aos 30 anos, sua luta pelo esporte ganhou reconhecimento e admiradores. Nesta área, presidiu a Comissão Municipal de Esportes, foi secretário de esportes, orientador pedagógico e ouvidor.

Altruísta, estava sempre preocupado em ajudar ao próximo. Atuou como vereador de Mauá (por quatro mandatos), vice-presidente de honra da F.P.Judô, entre outros cargos relevantes.