Brasil conquista 12 medalhas no Mundial de Veteranos disputado em Lisboa, Portugal

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Marina Mayorova/IJF

O Judô brasileiro fechou o Campeonato Mundial de Veteranos – Lisboa 2021 com uma ótima campanha: 12 medalhas, sendo cinco de ouro, três de prata e quatro de bronze. O resultado colocou o país em quarto lugar no quadro geral, atrás apenas de Portugal (1º), Ucrânia e Cazaquistão. 

O evento realizado pela Federação Portuguesa de Judô e chancelado pela Federação Internacional de Judô contou com a presença de 359 judocas de 42 países. O Brasil foi representado por 22 judocas, sendo 19 homens e 3 mulheres. Foram quatro dias de combates, no período de 21 a 24 de outubro, na capital portuguesa. 

“Estamos extremamente felizes com o resultado dos brasileiros no Campeonato mundial de Veteranos. Foi um grupo de vitoriosos que não mediram esforços e, mesmo com tantas adversidades, se preparou, se dedicou, abdicou de várias outras coisas e deram o seu melhor em Lisboa”, comemorou o chefe da delegação brasileira, Cristian Cezário, coordenador nacional de veteranos.  

Medalhistas do último dia de Mundial. 

Ao contrário de edições anteriores, neste ano todo o processo de inscrição foi feito pelo mesmo sistema de etapas do Circuito Mundial IJF, com a CBJ centralizando todos os procedimentos. Além disso, a Confederação deu um suporte específico em relação aos protocolos de Covid-19, já que o Mundial foi realizado em formato “bolha”, com todos os procedimentos de etapas de Grand Slam, Grand Prix, etc.  

“O último mês foi intenso de preparação, protocolos, palestras. Agradecemos ao Bernardo Seabra, que nos deu uma palestra sobre as experiências e protocolos, ao Sensei Laedson Godoy, que nos deixou prontos falando tudo sobre a arbitragem, à Thiara Bertoli e a Mariana Ziemkiewicz por todo suporte administrativo e à CBJ na figura do presidente Silvio Acácio por todo apoio à nossa classe. Próximo ano teremos muitas novidades e já peço que todos os veteranos do Brasil se preparem”, pontuou Cristian, citando a equipe CBJ por trás da complexa operação de envio da delegação brasileira a Portugal.  

A partir de terça-feira, 26, o Brasil voltará ao tatame de Lisboa para o Campeonato Mundial de Kata, sendo representado por duas duplas no Nage-No-Kata: Taluan Nogueira, Carlos Alberto Pereira, Yann Fiorda Prando e Fabiano de Barros.

Confira abaixo os resultados dos brasileiros 

OURO

Marcos Daud (M5 100 kg)
Irahy Tedesco (M9 81 kg)
Rosangela Soares Ribeiro (F2 70 kg)
Carla Prado (F4 +78 kg)
Katia Silva (F6 63 kg)

PRATA

Danilo Gonçalves (M1 81 kg)
Denison Santos (M4 90 kg)
Marco Alencar (M8 81 kg)

BRONZE

Hakson Andrade (M1 66 kg)
Kaike Albuquerque (M1 81 kg)
Flavio Pinheiro (M3 81 kg)
Alam Saraiva (M5 81 kg)

5º LUGAR

Paulo Ricardo de Oliveira (M1 73 kg)
Rodrigo Matos (M1 100 kg)
Nilton Pedro da Silva Júnior (M2 66 kg)

7º LUGAR

Elder Araújo (M1 90 kg)
Ricardo Gonçalves (M2 100 kg)
Marcelo Barbosa (M4 73 kg)