Bicampeão mundial e medalhista olímpico japonês, Hirotaka Okada, realizará workshop para professores de Judô no Brasil

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Lara Monsores/CBJ

O Judô brasileiro receberá, de 14 a 17 de fevereiro, o bicampeão mundial e medalhista olímpico Hirotaka Okada, que estará no país para ministrar workshops para professores e estudantes de Educação Física.

O conteúdo será voltado à capacitação desses profissionais para o ensino da arte marcial no âmbito escolar. As atividades serão em duas cidades brasileiras: Lauro de Freitas, na Bahia, no dia 14 de fevereiro, e Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, nos dias 16 e 17. O evento é gratuito.

Okada ao lado de Silvio Acácio Borges, presidente da CBJ, na sede da entidade, no Rio. 

Instrutor da Universidade de Tsukuba, referência em Educação Física no Japão, Hirotaka Okada vai demonstrar de forma prática os fundamentos básicos do Judô, além de abordar os valores do código de conduta e protocolos de segurança na metodologia de ensino. A clínica também abrirá espaço para debater ideias sobre como desenvolver o judô nas escolas públicas brasileiras e dar continuidade à formação dos professores participantes do intercâmbio Brasil x Japão promovido pela Embaixada do Japão do Brasil e pela CBJ por meio do programa Sport For Tomorrow, do Japan Sport Council.

O gerente de Projetos do Japan Sport Council e secretario do Sport For Tomorrow, Ryosuke Kimura, acredita que as ações já estão dando resultado no território brasileiro. A meta é qualificar cada vez mais a modalidade para que se solidifique a prática da arte marcial nas escolas.

“No Brasil, o valor educacional do Judô já é bem conhecido, portanto, já foi implementado dentro e fora do currículo em muitas escolas. Desta vez, nós, incluindo sensei Okada, visitaremos o Brasil para fornecer mais conhecimentos sobre a disseminação do judô e instruções adequadas. Esperamos que muitos treinadores e professores participem do workshop e, após as atividades, espalhem o conhecimento e implementem o judô nas escolas também”, sugeriu Kimura. O evento faz parte do programa Sport For Tomorrow, projeto de contribuição internacional do esporte liderado pelo governo japonês, com conexões em 100 países e com cerca de 10 milhões de pessoas envolvidas. Por meio desta iniciativa, o Japão pretende dar a sua contribuição ao desenvolvimento social de vários países, através da prática esportiva.

Os interessados em participar das atividades deverão se inscrever na plataforma Zempo (www.zempo.com.br), no evento referente ao local de sua preferência até às 16h (de Brasília) do dia 10 de fevereiro. O evento é gratuito e não haverá taxa de inscrição para os participantes do workshop.

Judô nas escolas

No Brasil, a Confederação Brasileira é uma das parceiras do governo japonês neste projeto e tem trabalhado junto à Embaixada do Japão e ao governo federal do Brasil para promover cada vez mais o intercâmbio Brasil x Japão no judô.

Desde 2016, o Brasil e o Japão mantêm uma parceria para a troca de experiências esportivas e de organização dos Jogos Olímpicos. Uma das iniciativas, assinada durante o Fórum Mundial de Cultura e Esporte, teve como objetivo o envio de professores brasileiros de judô para um treinamento no Japão, de modo a conhecerem a forma de ensino da modalidade em escolas públicas e replicarem o modelo no Brasil.

O programa já levou 25 professores brasileiros ao Japão. A primeira turma, em 2017, contou com sete participantes; a segunda, em 2018, com 8; e a turma de 2019 foi composta por 10 professores brasileiros que passaram dois meses visitando dojôs e escolas japonesas.