Hoje é aniversário do mestre Fábio Goulart

Da Redação | Crédito: Revista Master

Nesta quarta-feira, 17 de junho de 2020, o mestre Fábio Goulart, 8º dan, completa mais um ano de vida.

O brasileiro está entre os maiores nomes brasileiros das artes marciais e fez história ao se tornar o primeiro atleta nacional a ganhar uma medalha de ouro em um Campeonato Pan-Americano de Taekwondo, em Porto Rico (1990).  

Mas não parou por aí. No ano seguinte, na edição do evento em Havana, Cuba, alcançou o lugar mais alto do pódio, figurando também como o primeiro atleta nacional a atingir esta marca.

É bicampeão brasileiro, campeão das Seletivas Nacionais (1989, 1990, 1991 e 1992), da Copa do Brasil e da Seletiva para os Jogos Pan-Americanos de Winnipeg (1999). Durante muitos anos, foi o capitão da seleção brasileira de Taekwondo.

O santista atuou como professor de Ginástica Rítmica, Ginástica de Academia e Ginástica Geral na Faculdade de Educação Física da Unimonte, em Santos, de 1998 a 2006.

Em 1987, fundou a Academia Fábio Goulart de Taekwondo (AFG), em Santos. Com persistência, credibilidade e confiança, superou a marca de 5 mil alunos e continua formando muitos mestres e campeões.

Na década de 90, desenvolveu o projeto “Adote uma Fera”, que levou mais de 200 atletas ao exterior e resultou na conquista de inúmeras medalhas (superior a 400).

Além de construir uma brilhante carreira como atleta, se destacou como professor e técnico. Liderou a seleção brasileira júnior em várias competições, sendo o coordenador de 2001 a 2009, e atuou como diretor de Taekwondo do Santos Futebol Clube (firmando parceria de 2001 a 2018) e sagrando-se tetracampeão brasileiro interclubes.

Exerceu a função de diretor técnico da CBTKD em 2009 e contribuiu para a expansão da modalidade no Brasil e no mundo. Sua trajetória registra passagens importantes em vários países, especialmente em Portugal e nos Estados Unidos.

Em 1994, inovou ao escrever o livro “Taekwondo: técnicas básicas de competição”. Depois, em 2007, foi um dos condutores da chama pan-americana.

Em 2009, lançou a obra “Taekwondo: em busca do sucesso”. Posteriormente, decidiu morar nos EUA, onde ficou por seis anos. Está de volta ao Brasil e tem vários projetos em andamento, como palestras sobre gestão de carreira para atletas.

Em 2016, aceitou o convite do diretor Halder Gomes para participar do filme “O Shaolin do Sertão”, no qual interpretou o lutador de Luta Livre, Toni Tora Pleura, ao lado de grandes estrelas nacionais.

A produção atraiu mais de 620 mil espectadores e ganhou dois prêmios de melhor filme de comédia de 2016. O desempenho foi muito elogiado, e no ano seguinte, foi convidado para mais um trabalho do diretor, desta vez, “Os Parças”, estrelado pelos humoristas Tom Cavalcante, Whinderson Nunes e Tirulipa.

Em 2018, gravou Cine Holliúdy, da Rede Globo, no qual viveu o personagem Quebra Quengo. A série bateu todos os recordes de audiência nas noites de terça-feira e a Rede Globo confirmou a segunda temporada.

Mestre Fábio Goulart é filiado à CBTKD e WTF, licenciado em Educação Física, pós-graduado em Treinamento Desportivo e mestre em Administração.

Parabéns e muitas felicidades!

Fechar Menu