Brasileiros aprovam primeiro Camp Internacional Online de Parataekwondo das Américas

Por Confederação Brasileira de Taekwondo | Crédito: CBTKD

O primeiro Treinamento Internacional Online de Parataekwondo reuniu atletas, treinadores e profissionais de saúde que atuam com destaque na modalidade em 17 países do continente americano. Entre os taekwondistas consagrados, estavam os campeões mundiais, Debora Menezes, do Brasil, e Diego Garcia, do México. O evento foi realizado entre os dias 14 e 19 de julho.

“Foi uma semana de muito aprendizado. Tivemos muito interação e diversas palestras que agregaram conhecimento. Conseguimos unir ainda mais o Parataekwondo da América e acredito que vamos continuar crescendo juntos”, analisa Debora Menezes, campeã mundial, vice-campeã parapan-americana e classificada para os Jogos de Tóquio.

O Brasil também contou com a participação de nomes importantes, como Nathan Torquato e Silvana Fernandes, classificados para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, e novos talentos, como Eduardo Henrique, de Minas Gerais.

Foram cinco dias de treinamentos diários, realizados em dois períodos, com grande intercâmbio de conhecimentos e técnicas. A cada etapa um grupo distinto de profissionais guiavam as atividades. As palestras foram traduzidas simultaneamente em português, inglês e espanhol.

“Contamos com mais de 130 participantes e para os novos atletas foi uma experiência única de treinar junto com seus ídolos, fazendo os mesmos exercícios. O troca de conhecimentos entre atletas já experientes aconteceu de forma natural e interessante. Ressalto que foi uma ação inédita do Taekwondo mundial, realizada com sucesso, que vai gerar grande evolução aos envolvidos, comenta Rodrigo Ferla, treinador e coordenador da seleção brasileira.

A dupla de treinadores do brasileiro, Rodrigo Ferla e Alan Nascimento, comandou a atividade técnica de quinta-feira, dia 17.

“A ação foi muito interessante para nós treinadores. Nosso objetivo era trabalhar também a parte psicológica e social dos atletas e todos tiveram a oportunidade de entender mais sobre nutrição, preparação física e sobre o possível retorno as atividades”, disse Alan Nascimento.

Já a fisioterapeuta da equipe brasileira, Elisa Pilasrki, encerrou a programação multidisciplinar, falando sobre os cuidados e precauções com o corpo no período de retorno as atividades.Foi um período de troca de conhecimentos muito importante e com certeza vai ser fundamental para o crescimento e continuação do desenvolvimento do Parataekwondo brasileiro e das Américas”, explica Elisa Pilarski.

Nota

Países participantes: Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Honduras, Israel, México, Peru, Puerto Rico, Uruguai, Venezuela e Jamaica.

Fechar Menu