Respeito aos mais velhos: um ensinamento que revela caráter

Da Redação | Crédito: Arquivo Pessoal

Entre os vários ensinamentos transmitidos de geração para geração nas artes marciais, está o respeito, seja por nossos amigos, professores/mestres e familiares.

Quando se fala em respeito por nossas mães, especificamente, isso ganha ainda mais importância, afinal, além de serem progenitoras, carregam sabedoria, sensatez e amor.

Sendo assim, acompanhar o envelhecimento delas, é também acompanhar suas trajetórias. Com a idade avançada, os passos se tornam mais lentos e os sentidos debilitados, algumas, porém, ainda mantêm a lucidez, expressada em cada história contada.

É por isso que o filho que respeita a mãe e faz questão de estar ao lado dela na velhice é um grande homem ou uma grande mulher. Não é um fardo ampará-la nessa fase, pelo contrário, é demonstração de amor e gratidão por tantas décadas de aprendizados.

No último final de semana, o mestre e vice-presidente da União Internacional de Artistas Marciais (UIAMA), Daniel Lucena, perdeu a mãe, Dona Eunice Alves, aos 84 anos.

A matriarca da família Lucena era muito admirada em Santa Isabel, município do interior de São Paulo, em virtude de sua simplicidade, humildade e sabedoria.

Ao longo de todos esses anos, Daniel sempre a acompanhou, demonstrando carinho e ressaltando sua relevância, do mesmo modo que fez com o pai, Antonio Vieira de Lucena.

Em resumo, quem respeita os mais velhos, evidencia caráter e honra. Dona Eunice deixa 12 filhos: Daniel, Roberto, Francisco, Luís, Maria Aparecida, José Maria, Maria José, Vera, José Luís, Marcos, Rute e David, e muitos netos.

Nossos sentimentos a todos os familiares!

Fechar Menu