Por Girliani Martins | Crédito: Alan Emerson

Homenagens

De volta ao auditório Franco Montoro, o público prestou atenção em todos os detalhes da solenidade oficial em homenagem aos Grandes Mestres das Artes Marciais, que recebeu participantes de vários estados brasileiros, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Acre, além dos EUA, Chile e Argentina.

O mestre de cerimônia, José Jantália, anunciou a mesa de honra, composta pelo Deputado Estadual, Castello Branco, pelo editor do livro Grandes Mestres – Américas, Fábio Bueno, pelos convidados internacionais, Bill Wallace e Joe Corley, pelo introdutor do Kickboxing na Paraíba e diretor da ISKA na América Latina, Carlos Silva, pelo ilustres senseis de Judô, Masaru Yanagimori (98 anos), Shigueto Yamasaki e Luis Catallano Calleja, pelo diretor da Erich Fromm University e  cônsul do Sri Lanka na Bahia, Prof. Dr. José Augusto Maciel Torres, pelo vice-presidente da UIAMA, Daniel Lucena,  pelo gestor da Liga Nacional de Taekwondo, Yeo Jin Kim, pelo presidente do Rotary Club Paulistano de São Paulo, Roque Cortes Pereira, pelo Coronel Antonio Carlos Mendes (Judô) e Major José Fernandes Lira Júnior (Aikido), pelo líder dos templários, David Caparelli, pelos lendários Li Wing Kay (Kung Fu), Robson Maciel (Karate), Marcilio Nogueira e Reinaldo Leonardi (Hapkido), e pelo representante do mestre Luiz Alvarenga (Kickboxing) .

Após o anúncio, houve a execução do Hino Nacional Brasileiro e vídeos em homenagem aos educadores.

Em seu discurso de abertura, o Capitão Castello Branco destacou o trabalho inovador de professores e mestres, e sua missão em construir uma sociedade mais justa. “São pessoas dignas de todo o reconhecimento, pois ensinam o caminho do bem e valores como disciplina, honra e justiça”, enaltece.

Muito tietado durante o evento, o americano e criador do Kickboxing, Bill Wallace, ficou encantado com os educadores marciais brasileiros. “Foi um grande evento. Estão de parabéns. Me senti muito acolhido por todos. O livro Grandes Mestres está incrível”, fala.

O presidente da Professional Karate Association (PKA), Joe Corley, disse que a cerimônia e a obra são uma excelente forma de divulgação. “Os professores e mestres brasileiros são muito bons e competentes. Muito obrigado pelo carinho”, agradece.

Para o líder do Rotary Club Paulistano de São Paulo, Roque Cortes Pereira, o evento valoriza a trajetória dos pioneiros e dos demais profissionais da área. “É uma excelente iniciativa, visto que não só os homenageia, como também os reconhece”, pontua.

O prior David Caparelli concorda, e completa dizendo que os princípios marciais estão atrelados à filosofia dos templários. “Assim como acontece nas artes marciais, nossa missão é disseminar a paz, a educação e a justiça”, fala.

Segundo o presidente da Liga Nacional (LNT), Yeo Jin Kim, a cada ano a publicação se reinventa, trazendo mais desenvolvimento aos participantes.

Legado

Para o mestre, diretor da Erich Fromm University e cônsul do Sri Lanka na Bahia, José Augusto Maciel Torres, a publicação é ainda um importante documento histórico, servindo de referência para as próximas gerações.

Bastante respeitados e reverenciados no meio, os grão-mestres Masaru Yanagimori e Shigueto Yamasaki ficaram muito emocionados com as homenagens.

O sensei Yanagimori recebeu uma placa honorifica por sua dedicação ao Judô. Posteriormente, o anfitrião Capitão Castello Branco estendeu uma saudação a todos os professores.

O introdutor do Kickboxing na Paraíba e diretor da ISKA na América Latina, Carlos Silva, comentou que este é o ponto forte do projeto: registrar legados de pessoas que tanto fizeram e ainda fazem pelas artes marciais no Brasil.

O vice-presidente da UIAMA, Daniel Lucena, que acompanha o projeto há muitos anos, considera-o um divisor na carreira. “Há vários casos de professores que conseguiram aprimorar seu trabalho a partir da obra”, avalia.

Também foram agraciados com placas comemorativas, o Deputado Federal Roberto de Lucena, Dr. Luis Carlos Gondim, assim como as entidades ISKA, UIAMA e Bueno Editora, responsável pela publicação do livro Grandes Mestres.

O autor do livro, Fábio Bueno, explicou que a nova edição tem as Américas como foco e foi escrita em três idiomas: português, inglês e espanhol. “A cada ano é sempre uma satisfação saber que novas pessoas abraçaram este projeto. Esta 11ª edição reforça a filosofia das artes marciais, o legado dos pioneiros e a trajetória de professores e mestres. É uma obra, acima de tudo, dedicada a quem acredita neste segmento em nosso país”, detalha.

Todos os participantes da obra receberam diploma e medalha. O evento teve a cobertura da Band (filiada da Bahia), Revista Master, Programa Foco (Salim Tosta) e TV ALESP.

Veja mais fotos no Facebook da Revista Master

Fechar Menu