Por Girliani Martins | Crédito: Alan Emerson

Nenhuma trajetória existe sem luta e abdicação. No I Encontro Internacional de Professores e Mestres (lançamento do livro Grandes Mestres – Américas), o que não faltou foi biografia inspiradora e momentos de emoção.

Realizado no último sábado, 09 de novembro, no Auditório Franco Montoro da Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), com o aval do Deputado Estadual Castello Branco e da Bueno Editora, a cerimônia quebrou recorde de público e participantes.

Estima-se que mais de mil pessoas transitaram pelas dependências da ALESP no decorrer do evento. 

O Encontro Internacional foi aberto com palestras do sensei de Karate e presidente do Rotary Club Paulistano de São Paulo, Roque Cortes Pereira, do empresário, mestre em Taekwondo e ator marcial, Fábio Goulart, do árbitro de MMA, Roberto Thomaz, e do editor e autor do livro Grandes Mestres – Américas, Fábio Bueno. Os temas abordados foram arte marcial como transformação social, gestão de carreira para atletas, o papel das artes marciais em projetos sociais e marketing pessoal, respectivamente.

Em sua palestra, o grão-mestre Fábio Goulart destacou as possibilidades de trabalho que as artes marciais podem proporcionar. “Logo que encerrei minha carreira competitiva, não parei e passei a investir em outros campos. Hoje, meu foco é a gestão de academia e a carreira no cinema”, explica.

Apresentações agitam o Hall Monumental

Após um rápido intervalo, o público foi convidado a prestigiar as apresentações no Hall Monumental. Logo no início, contamos com as demonstrações dos integrantes da UNIDLD (Dança do Leão e Dragão), liderados pelo shifu Carlos Silva.

E não parou por aí. Houve uma vibrante exibição de Dança do Leão, que rendeu muitos elogios e registros fotográficos.

Na sequência, a apresentação de Karate dos alunos do Instituto Olga Kos arrancou muitos aplausos e emocionou a todos.

Para a vice-presidente, que tem o mesmo nome da organização, a experiência foi, de fato, uma forma de inclusão social. “Ficamos muito felizes com o convite. Viemos com uma equipe formada por 10 alunos. Eles são tão dedicados e apaixonados por Karate que temos dois faixas pretas que já ministram aulas”, comenta.

O clima esquentou com a demonstração contagiante do Combate Medieval, que tem Fábio Toniolo Silvério entre os integrantes.

A força da cultura oriental foi ressaltada com os alunos do sensei Flavio Vicente de Souza, que demostraram os encantos do Bunomai, a Dança da Ilha de Okinawa.

Desafios dos Grandes Mestres

Na sequência, o professor de Judô do Círculo Militar de São Paulo, Fernando Pamplona Catalano Calleja, atuou como mestre de cerimônia dos Desafios dos Grandes Mestres.

O primeiro a subir no tatame foi o kodansha José Gomes Medeiros, no auge dos 85 anos, que enalteceu as técnicas do “Caminho Suave”.

Segundo sensei Medeiros, a arte marcial só tem a ganhar com uma grande confraternização como esta. “Estou muito contente com a quantidade de pessoas que veio nos prestigiar. Isso somente reforça que estamos no caminho certo”, contextualiza.

O kyoshi Rogério Eng Wong abrilhantou o evento com sua equipe, constituída por mais de 30 integrantes da Shorin-Ryu (Escola Shinshukan). Eles apresentaram katas, quebramentos e técnicas de defesa pessoal.

Para fechar o bloco de apresentações, o campeão de Kickboxing, Wevesson Félix, mostrou grande variedade de técnicas de socos e chutes, enquanto um dos pioneiros da modalidade, Bill Wallace, era aguardado para a sessão solene. 

Ao final, todos eles foram homenageados com cinturão comemorativo dos Grandes Mestres e diplomas honoríficos.

Veja mais fotos no Facebook da Revista Master

Fechar Menu