Há 100 anos, Brasil recebia 1ª medalha de ouro nos Jogos Olímpicos

Por Governo do Brasil | Foto: Arquivo Pessoal

Em 2020, o Brasil comemora 100 anos do primeiro pódio olímpico. O feito veio na categoria de Tiro Esportivo, nos Jogos da Antuépia, na Bélgica. Para celebrar esta conquista, os editores da Revista Master, Elaine Ferreira e Fábio Amador Bueno, participaram da aula inaugural do Curso de Segurança para a Prática de Tiro Esportivo, no Clube de Tiro Shot Brasil, em São Paulo, sob o comando do monitor Rogério Nunes.

Em breve, o vídeo da aula será divulgado no canal da Revista Master no Youtube.

História do primeiro ouro olímpico

Em agosto de 1920, Guilherme Paraense conquistava a primeira medalha de ouro do Brasil na história dos Jogos Olímpicos.

O Brasil já havia subido ao pódio antes de Guilherme Paraense tornar-se o primeiro campeão olímpico do País. Em 02 de agosto, na prova de pistola 50m por equipes, o time formado por Paraense, Afrânio da Costa, Sebastião Wolf, Dario Barbosa e Fernando Soledade conquistou o bronze. No mesmo dia, Afrânio da Costa, nos 50m de pistola livre 60 tiros, faturou a prata.

Um dia depois das conquistas dos dois primeiros pódios, Guilherme Paraense partiu para a disputa da pistola de tiro rápido 25m 60 tiros e garantiu o ouro ao somar 274 pontos. A prata ficou com o norte-americano Raymond Bracken, com 272 pontos. O bronze foi para o suíço Fritz Zulauf, com 269 pontos.

Reformado para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o estande de tiro esportivo na região de Deodoro, no Rio de Janeiro, administrado pelo Exército Brasileiro com recursos do Ministério da Cidadania, foi batizado com o nome do atleta pioneiro da modalidade no Brasil: Centro Militar de Tiro Esportivo Tenente-Coronel Guilherme Paraense.