Empreendedores marciais: como inovar em meio à pandemia?

Da Redação | Crédito: Girliani Martins

Todos nós sabemos que mar calmo nunca fez bom marinheiro. É preciso força e coragem. Concorda?

A pandemia de Coronavírus trouxe uma nova realidade para os brasileiros: o isolamento domiciliar e a limitação de trabalho. Com o fechamento de vários segmentos comerciais, professores de artes marciais, por exemplo, tiveram que empreender e se reinventar para reduzir os efeitos sociais e econômicos desta doença.

De acordo com o Google Trends, que monitora os assuntos mais pesquisados no Brasil e no mundo, a procura por aulas online em geral (escolar, Balé, dança, Zumba, defesa pessoal, arte marcial, etc) e cursos aumentou bastante nos últimos 60 dias, mais de 64% (veja o gráfico abaixo), destacando o interesse das pessoas por essas atividades durante a quarentena.

Google Trend mostra tendência de cursos online nesse período.

Tecnologia em tempos de pandemia

Para minimizar o distanciamento social, educadores marciais também oferecem aulas e consultoria por WhatsApp, apresentam lives, videoconferências e vídeos técnicos em suas redes sociais.

Neste momento atípico, as ferramentas tecnológicas podem ser ótimas opções de trabalho, pois, mesmo à distância, estreitam laços com os alunos e parceiros.

Vários educadores já aderiram à novidade, incluindo Sérgio Lex, Fernando Pamplona Catalano Calleja, Fabio Goulart (que exibe aulas online pelo Zoom e uma série especial em seu Instagram sobre Grandes Momentos do Taekwondo Brasileiro), entre outros.

Mestre Fábio Goulart, da AFG Academia, utiliza o Zoom para transmitir aulas virtuais aos alunos.

Além do Zoom, aplicativo de videoconferência que permite a participação de várias pessoas, os cursos online e o Youtube estão em alta.

Além de ajudarem na qualificação profissional, os cursos online são considerados um excelente hobby nessa fase. Há opções para todos os bolsos: pagos e gratuitos.

Em relação ao Youtube, a Federação Internacional de Krav Maga revelou que houve um aumento de visualizações em seu canal.

Os vídeos apresentam desde exercícios para uma melhora no condicionamento físico até golpes mais avançados da técnica israelense de defesa pessoal. Desde o primeiro conteúdo compartilhado, mais de 3,5 mil pessoas já fizeram inscrição no canal da entidade, que hoje conta com mais de 35 mil visualizações em suas aulas.

É claro que essas aulas online jamais substituirão o trabalho presencial do professor/ mestre e as tradições filosóficas das artes marciais. Nós sabemos que fica mais difícil corrigir os alunos (postura, técnica, etc) à distância, entretanto, o propósito é apenas oferecer meios para que você possa evoluir nessa quarentena, respeitando as normas de higienização e prevenção indicadas pela Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde do Brasil.

Neste momento difícil, cada pessoa tem uma realidade singular, ou seja, graus de dificuldade diferentes. O importante é manter-se atualizado, sempre com otimismo,  avaliar a situação com isenção e buscar soluções.

Diante deste cenário e para o desenvolvimento de professores e mestres de artes marciais, é importante tratar a docência com a devida responsabilidade e segurança financeira. Somente atuando com profissionalismo e foco é possível ampliar ainda mais o atendimento e os benefícios que as modalidades proporcionam.

Dicas para os professores de artes marciais nesta quarentena

– Convide um mestre parceiro para realizar uma live em suas redes sociais sobre a sua modalidade. Este tipo de ação imprime credibilidade ao seu trabalho.

– Se a sua cidade determinou que academias de artes marciais continuarão fechadas, aproveite o período para produzir conteúdo exclusivo para os alunos ou até mesmo transmitir alguns conceitos técnicos e filosóficos.

– A aula virtual jamais substituirá o trabalho presencial do educador e a tradição marcial. É apenas uma forma de empreender neste período de isolamento.

– Já que não é possível reunir-se presencialmente, então, que isso aconteça por meio virtual. Prepare-se para um retorno excepcional.

– Acompanhe o site do Sebrae. Nele, você encontra muito conteúdo importante e atualizado sobre as principais linhas de crédito, gestão, cursos gratuitos e dicas para renegociar o aluguel de sua academia.

Dicas do Sebrae

1) Planeje com seus funcionários formas alternativas de venda;

2) Mantenha a comunicação com seus clientes durante a pandemia;

3) Aproxime-se de seus clientes;

4) Divulgue suas estratégias nos meios digitais;

5) Garanta a segurança e conquiste a confiança dos clientes;

6) Provoque a flexibilidade na atuação dos colaboradores;

7) Crie uma força tarefa no digital;

8) Planeje a sua atuação para o fim da crise;

9) Inove rapidamente em torno de novas necessidades e hábitos de consumo;

10) Mantenha o otimismo e utilize a quarentena para estudar sobre a sua modalidade.

Boa sorte!

Fontes

Sebrae

Google Trend

Jornal O Estado

Portal Terra

Fechar Menu