Coronavírus: Saiba como corrigir erros no cadastro do Auxílio Emergencial

Por Portal Contábeis

Usuários têm reclamado de erros no cadastro do Auxílio Emergencial no momento em que estão inserindo alguns dados. Algumas situações podem ocasionar essas instabilidades.

Com a pandemia do novo Coronavírus, o Governo Federal criou o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600, pago por três meses consecutivos. O mesmo é destinado para os trabalhadores autônomos, informais, desempregados e MEI (Microempreendedor Individual).

O auxílio também é pago à todos os beneficiários do Bolsa Famílias. Assim, podendo dar entrada no Bolsa Família Emergencial Mães solteiras podem receber até R$ 1.200,00.

Quem não é cadastrado no CadÚnico, é necessário fazer a solicitação no site ou aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial. No ato da inscrição, pode acontecer de dá erro no cadastro do Auxílio Emergencial.

Lembrando que o cidadão poderá fazer um CRAS agendamento para ser atendido e tirar as suas dúvidas.

Erro comum do Auxílio Emergencial

Após a abertura do cadastro no Auxílio Emergencial, diversos usuários reclamaram de erros no sistema. Isso pode acontecer devido a motivos de dados errados no cadastro do CPF, dados incompletos, mudança de nome, mudança de endereço e outras.

Para que os cidadãos possam regularizar seu CPF e, assim, conseguir fazer o pedido do auxílio, a Receita Federal disponibiliza uma área em seu site oficial onde é possível fazer a regularização deste documento de forma totalmente gratuita. ]

Siga as instruções abaixo:

Acesse o site da Receita Federal.

Nesta página, selecione a opção “CPF” que aparece na cor azul;

Será aberta uma nova janela, onde você deverá clicar no link que aparece na aba “Onde solicitar a alteração”;

Novamente uma nova janela será aberta. Agora, será necessário preencher o formulário com todos os dados solicitados;

Feito isso, clique em “Enviar”.

Automaticamente será gerada uma mensagem de confirmação da regularização do CPF.
Caso seu CPF não esteja irregular, a Receita Federal destaca que o entrave não está relacionada ao órgão.

Também foram relatados erros na hora de informar o número de telefone, conta bancária, composição familiar e detalhamento de renda. Em relação a este ponto, basta apenas mais atenção no momento de cadastrar esses dados.

Vale salientar que, o sistema pode demorar até três dias para visualizar a regularidade e atualizar para o usuário a finalização do cadastro. Sendo assim, caso apareça algum erro no cadastro do Auxílio Emergencial você pode aguardar esses três dias.