Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Lara Monsores/CBJ

imagem da noticia

Conselho de Graduação receberá a partir de agosto novos pedidos de promoção de grau

O Conselho Nacional de Graduação da Confederação Brasileira de Judô receberá a partir do mês de agosto novos pedidos de promoção de grau que serão avaliados ao longo dos meses de agosto, setembro, outubro e novembro deste ano.

“A partir da constituição do novo Conselho de Graduação nós retomamos o processo de avaliação e graduação, levando em conta os critérios pré-estabelecidos por este Conselho no Regulamento Nacional para Exame e Outorga de Faixas e Graus da CBJ. A proposta era avaliar primeiro os pedidos dos membros da vice-presidência da CBJ, dos presidentes de Federações e daqueles que haviam enviado pedidos de graduação antes da formação do novo Conselho”, detalha Silvio Acácio Borges, presidente da CBJ. “Agora, daremos continuidade a esse trabalho recebendo novos pedidos a partir de agosto.”

Entre as primeiras promoções outorgadas pelo novo Conselho, destacam-se as graduações de dois, dos três vice-presidentes da CBJ - Danys Queiroz, promovido ao 7º Dan e José Nilson Gama, promovido ao 6º dan - e de quatro, dos 27 presidentes de Federações Estaduais: Luiz Gonzaga Filho (Femeju), promovido a 8º dan; Alessandro Puglia (FPJudô), promovido a 7º Dan; Georgton Pacheco (Fejet), promovido a 6º Dan; e César Paschoal (FJMS), promovido ao 5º Dan. Todas essas promoções seguiram os critérios estabelecidos no Regulamento de Outorga.

"Essa graduação de 8º Dan para mim e para Brasília é muito significante. Foi muito gratificante, muito emocionante. Realmente, muitas pessoas já me deram muitos parabéns. Eu sou o terceiro professor mais velho na idade e mais antigo no Judô em Brasília dando aula em academia. Para Brasília, foi um reconhecimento muito grande", comentou Luiz Gonzaga Filho, presidente da Femeju, que recebeu a maior graduação entre os presidentes de Federações, o 8º dan.

"Receber o 7º dan foi muito bom. Ser reconhecido é sempre muito gratificante. Eu que estava há 18 anos e oito meses na mesma faixa. Então, fico muito honrado e muito gratificado por ter recebido esse reconhecimento depois de 49 anos de Judô graças à dedicação ao trabalho", ponderou Danys Queiroz, vice-presidente da CBJ, promovido ao 7º dan, assim como Alessandro Puglia, presidente da Federação Paulista de Judô.  

"Eu não esperava. Quero agradecer ao Silvio pela promoção. Sei da responsabilidade que é essa graduação. Tenho uma vida dentro do judô, de 53 anos, não só dentro da gestão da Federação, mas como atleta, como professor. Cada vez que você vive um momento como esse, de receber o 7º Dan, você sabe da responsabilidade e da cobrança que vêm graduação. Queria também agradecer ao meu professor Sadao Fleming Mulero e à Confederação pela confiança também", concluiu Puglia. 

O novo Conselho de Graduação da CBJ tomou posse em novembro de 2017 e reuniu-se pela primeira vez em fevereiro de 2018, em São Paulo, para estudar e propor atualização do Regulamento Nacional para Exame e Outorga de Faixas e Graus. O grupo é presidido pelo professor Icracir Rosa e tem outros cinco membros: Denis Lima (PE), Aloísio Short Sobrinho (BA), Takeshi Miura (DF), Michiharu Sogabe (SP) e José Emílio Moreira (MA).

Veja mais notícias!

imagem da noticia

Monumento URI é inaugurado no bairro Bom Retiro, em São Paulo

ver completa
imagem da noticia

Open Norte está confirmado e vai ser em Macapá, no Pará

ver completa
imagem da noticia

Multiatleta de Cubatão é forte nome para vencer o Mundial Kids de Jiu Jitsu

ver completa
imagem da noticia

Brasil convoca 15 atletas para o Grand Prix de Budapeste

ver completa
imagem da noticia

Há 48 anos era criada a primeira academia de Taekwondo no Brasil

ver completa
imagem da noticia

10º Okinawa Shorin Cup reúne a nata do Karate e Kobudo em São Vicente

ver completa