Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: CBJ

imagem da noticia

Judô abre Jogos Sul-Americanos com dois ouros, uma prata e um bronze

O Judô foi uma das modalidades a levar o Time Brasil ao pódio dos XI Jogos Sul-Americanos de Cochabamba 2018, neste domingo, primeiro dia de competições na Bolívia. Todos os quatro judocas que lutaram na estreia do evento conquistaram medalhas, com destaque para os campeões Larissa Pimenta (52 kg) e Michael Marcelino (66 kg). O ligeiro Robson Penna (60 kg) ficou com a prata e Larissa Farias (48 kg) com o bronze. O presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Silvio Acácio Borges, acompanha as disputas em Cochabamba nesta semana ao lado do chefe de delegação do Judô, Luciano Corrêa.  

Para ficar com o ouro, o meio-leve Marcelino derrotou o chileno Sebastian Perez, nas quartas de final, e avançou para a semifinal, onde derrotou o colombiano Juan Hernandez. Na decisão final, o brasileiro foi melhor que o veterano Ricardo Valderrama, da Venezuela, e conquistou seu primeiro título sul-americano. 

O caminho de Larissa Pimenta rumo ao topo do pódio passou por vitórias sobre Ayelen Elizeche, da Argentina; Kristine Jimenez, do Panamá; e, na final, a brasileira derrotou a peruana Thalia Gamarra. 

Robson Penna também chegou à decisão pelo ouro, mas ficou com a prata ao ser superado pelo experiente Lenin Preciado, do Equador, campeão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015. Nas preliminares, Robinho passou por Bernade Vergara, do Panamá, e por Dilmer Calle, do Peru. 

Já Larissa Farias (48 kg) estreou com vitória sobre a chilena Mary Vargas, mas caiu na semifinal diante da colombiana Luz Alvarez. Na disputa pelo bronze, ela derrotou Marlyn Castillo, da Venezuela, e ficou com a medalha. 

As disputas de Judô continuam nesta segunda-feira (28), com mais quatro brasileiros no tatame: Gabrielle Gonzaga (57 kg), Gabriella Moraes (63 kg), David Lima (73 kg) e Tiago Pinho (81 kg). As finais começarão às 17h (horário de Brasília).

Na terça (29), será a vez dos atletas Bruna Campos (70 kg), Laislaine Rocha (78 kg), Giovani Ferreira (90 kg) e Leonardo Gonçalves (100 kg). Os pesados Luiza Cruz (+78 kg) e João Cesarino (+100 kg) lutarão na quarta-feira (30), último dia de disputas. 

A comissão técnica da seleção brasileira de Judô é formada pelos técnicos Marinho Esteves e Alexandre Katsuragi, além do médico Rodrigo Furtado e da nutricionista Roberta Lima. O campeão mundial Luciano Corrêa é o chefe da delegação em Cochabamba.  
img0

Veja mais notícias!

imagem da noticia

DMCard lança "Dedica Mais", o maior programa de apoio ao esporte já realizado no Vale do Paraíba

ver completa
imagem da noticia

Embaixador Internacional do Templo Shaolin, Steve DeMasco, faz visita no Brasil

ver completa
imagem da noticia

Mestre Kang participa de seminário em Bragança Paulista

ver completa
imagem da noticia

“Sem pressão”, carateca Douglas Brose foca em boa sequência nos torneios e avalia etapa da Liga Mundial em Dubai

ver completa
imagem da noticia

DMCard lança "Dedica Mais", o maior programa de apoio ao esporte já realizado no Vale do Paraíba

ver completa
imagem da noticia

FakeNews, como tentar fugir delas

ver completa