Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: CBJ

imagem da noticia

Presidente da CBJ e árbitros brasileiros participam de Seminário de Arbitragem da FIJ, na Nicarágua

O Judô brasileiro esteve presente nesse final de semana em mais um Seminário Internacional de Arbitragem da Federação Internacional de Judô (FIJ). Em busca de qualificação e aprendizado constantes, sete árbitros do Brasil e o presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Silvio Acácio Borges, representaram o país no encontro, que aconteceu na cidade de Manágua, na Nicarágua, nos dias 02, 03 e 04 deste mês. 

As apresentações foram conduzidas pela Comissão de Arbitragem da FIJ e trataram da atualização da regra de competição do judô que sofreu mudanças significativas para este ano. A principal delas foi o retorno do awasete-ippon, ou seja, quando dois wazaris computados pelo mesmo judoca equivalem ao ippon.  

Além do presidente Silvio Acácio, que também é árbitro com qualificação FIJ A, estiveram presentes o coordenador nacional de Arbitragem da CBJ, Edison Minakawa, junto com os árbitros Takeshi Yokoti (FPJudo/FIJ A), Marilaine Ferranti (FPJudo/FIJ A), Chuno Mesquita (FJERJ/FIJ A), Angel Peleteiro (FEBAJU/FIJ A), Jeferson Vieira (FJERJ/FIJ A) e Laedson Lopes (FJERN/FIJ A). 


Veja mais notícias!

imagem da noticia

Brasileiros conquistam 18 medalhas no Presidents Cup

ver completa
imagem da noticia

Com mais seis pódios neste domingo, Judô brasileiro fecha Grand Prix de Cancún com 11 medalhas

ver completa
imagem da noticia

Sandy Macedo conquista medalha inédita para o Brasil

ver completa
imagem da noticia

Eduarda Rosa derrota equatoriana e conquista o bronze para o Time Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude

ver completa
imagem da noticia

Livro Grandes Mestres - 10ª edição terá lançamento especial em Santos

ver completa
imagem da noticia

Bueno Editora faz agradecimentos em menção ao sucesso do livro Grandes Mestres - 10ª edição

ver completa