Por Confederação Brasileira de Judô / Crédito: CBJ

imagem da noticia

Pinheiros e Reação se reencontram pelo segundo ano consecutivo na final do Grand Prix Nacional de Judô

As equipes mistas do Instituto Reação (RJ) e do Esporte Clube Pinheiros (SP) se enfrentarão novamente pelo título de melhor equipe do Brasil. Nesta segunda, cariocas e paulistas medirão forças no tatame do ginásio do Sesi-Taguatinga, em Brasília-DF, pelo título do Grand Prix Nacional de Judô. As duas medalhas de bronze serão disputadas por Club Athletico Paulistano (SP) x Minas Tênis Clube (MG) e Clube Paineiras do Morumby (SP) x Sogipa (RS).

Os confrontos começarão às 12h30 e serão transmitidos ao vivo pelo SporTV. 

Ao todo, 12 clubes participam da segunda edição do GP. Eles se enfrentaram no domingo no sistema de chaves com combates iniciando pelas oitavas-de-final. Os novatos BNB Clube de Fortaleza (CE), Sociedade Morgenau (PR), Recreio da Juventude (RS) e Aeroclube (RN) pararam na primeira rodada, enquanto Academia Espaço Marques Guiness (DF) e Jequiá Iate Clube (RJ) terminaram em 7º lugar após perderem nas quartas e na repescagem.  

Atual campeão, o Reação trouxe sua força máxima para tentar defender o título, contando com diversos atletas da seleção brasileira de judô, como David Moura (+90 kg), Victor Penalber (90 kg), Tamires Crude (57 kg) e a campeã olímpica Rafaela Silva que, assim como nos últimos anos, lutou no peso médio (70 kg) e também no pesado (+70 kg). 

Os cariocas passaram pelo Paineiras nas quartas com placar de 4 a 2 e repetiram o desempenho diante do Minas na semifinal.  

“É quase que um clássico, né?! Graças a Deus a gente vai enfrentar o Pinheiros de novo. Temos tido bons resultados nessa final e espero repetir isso daí”, confia o peso pesado do Reação, David Moura.  

Já o Pinheiros, contou com os pontos da sua nova geração de judocas para superar a Sogipa por 4 a 1 na semifinal, com vitórias de Ketelyn Nascimento (57 kg), Ellen Santana (70 kg) e Giovani Ferreira (90 kg). O quarto ponto pinheirense nesta semifinal foi a vitória de Maria Suelen Altheman (+70 kg) por fusen-gachi, uma vez que a Sogipa não escalou ninguém no pesado feminino. Antes disso, o time do Pinheiros havia vencido o Paulistano por 4 a 0. 

“Uma vitória como essa na semifinal contra a Sogipa fortalece a equipe. Foi brigada, disputada e isso deixa a competição mais interessante”, avaliou o médio do Pinheiros, Giovani Ferreira, que garantiu o time na final ao derrotar o sogipano Rafael Macedo. 

Veja mais notícias!

imagem da noticia

AACD recebe homenagem especial na ALESP - Parte 2

ver completa
imagem da noticia

AACD recebe homenagem especial na ALESP - Parte 1

ver completa
imagem da noticia

AACD é homenageada nesta sexta-feira na ALESP

ver completa
imagem da noticia

Palácio dos Esportes de Natal recebe Copa do Brasil

ver completa
imagem da noticia

Willian Lima é campeão mundial júnior em Marraquexe

ver completa
imagem da noticia

Livro Grandes Mestres - especial Américas divulga capa oficial

ver completa