Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Tati Amaya/CBJ

imagem da noticia

II Encontro Nacional de Kodanshas promove reencontros, debates e troca de conhecimentos entre os professores mais graduados do país

O primeiro dia do II Encontro Nacional de Kodanshas promovido pela CBJ reuniu na tarde desta sexta-feira (24), cerca de 200 professores dos mais graduados de todo o Brasil no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, na Bahia. Os participantes foram recebidos pelo presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, que abriu o evento dando as boas vindas a todos e aproveitou a ocasião para entregar certificados e faixas a alguns dos professores promovidos recentemente.

"A CBJ está realizada em poder fazer esse segundo momento de união. O evento em si já mostrou que se fortaleceu, uma vez que tivemos bastante adesão neste ano também. O fato de trazermos representantes dos atletas com os quatro medalhistas olímpicos, o mestre Okano falando da formação e a adesão de todos os professores kodanshas presentes nos deixa totalmente satisfeitos", avaliou Silvio Acácio. 

A programação desta sexta contou com apresentação do gestor executido da CBJ, Robnelson Ferreira, que explicou o funcionamento e os objetivos de cada departamento de gestão da Confederação. 

Em seguida, Aurélio Miguel, Rogério Sampaio, Douglas Vieira e Walter Carmona, quatro lendas do Judô mundial que, juntos, somam cinco medalhas olímpicas, subiram ao palco e protagonizaram um debate mediado pelo apresentador da TV Aratu, Matheus Carvalho, sobre temas atuais do judô. Em conversa descontraída, os quatro opinaram sobre a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a formação de novos atletas nas categorias de base, as mudanças nas regras de arbitragem, além, é claro, da filosofia e dos valores do mestre Jigoro Kano, como disciplina, solidariedade, humildade e respeito.

Na sequência do debate, o diretor de arbitragem da Confederaçao Pan-Americana de Judô e convidado especial do evento, o argentino Ovidio Garnero, teve espaço para explicar aos árbitros presentes o processo de atualização da classificação da arbitragem mundial implementada pela FIJ. Neste sábado, 25, ele ministrará o Seminário Teórico e Prático aos árbitros brasileiros aspirantes à FIJ que serão promovidos a FIJ C. 

Finalizando a noite, o sensei Yoshihiro Okano, kodansha 9º Dan, deu uma aula sobre história do Judô, aspectos da cultura japonesa e sobre a relação da progressão de graus na formação do kodansha no Judô. 

Opiniões dos participantes

AURÉLIO MIGUEL: "Acho importante a Confederação Brasileira de Judô realizar pelo segundo ano consecutivo o Encontro Nacional de Kodanshas do Brasil. Para debater vários aspectos do Judô isso é fundamental, porque os professores, os kodanshas são os que formarão os nossos futuros judocas. O que pudermos melhorar nos aspectos da educação no judô sempre vai ser muito positivo."  

ROGÉRIO SAMPAIO: "Esse evento é fundamental para o desenvolvimento do Judô brasileiro. Evento organizado pela CBJ que tem por objetivo trazer pessoas com uma vivência muito grande no ensino do judô. Vamos discutir, debater os novos rumos do judô para que ele possa continuar conquistando títulos e com seu compromisso de desenvolvimento educacional."

TADAO NAGAI, 9º DAN (FPEJU): "Quero parabenizar o presidente da CBJ, professor Silvio, por essa iniciativa. Para nós, kodanshas, é muito importante revermos amigos e recordar o passado. E, assim, trabalharmos para desenvolver o Judô cada vez mais. Espero que esse encontro aconteça mais vezes."

TAKESHI MIURA, 9º DAN (FEMEJU); "Os jovens são importantes no Judô, assim como os competidores. Mas, não podemos esquecer que a base somos nós, professores. É uma alegria muito grande poder rever velhos amigos. Parabéns, CBJ, pela iniciativa, e que continue assim, valorizando as pessoas que contribuíram muito para o Judô brasileiro."

MARCELO ORNELAS, presidente da FEBAJU: "É uma grande honra receber mais um evento da CBJ e esse que tem um grande diferencial, recebendo os kodanshas de todo o Brasil, além de diversos medalhistas olímpicos. A CBJ foi, mais uma vez, acertiva ao realizar um evento que traz a questão da integração, da relação humana e condiz muito com os fundamentos do Judô de Jigoro Kano. É um evento que veio para ficar. Me sinto honrado e privilegiado por termos o CPJ aqui na Bahia e poder recebê-los."

SELOÍ TOTTI, vice-presidente da CBJ: "É um evento de muita importância, porque você vê a experiência adquirida. São vários profissionais, de vários estados e uma faixa etária bastante misturada. E, para nós, que somos de uma outra geração, podemos absorver um pouquinho do conhecimento que essa troca de experiência num momento ímpar como este nos proporciona."

JACIANO DELMIRO, presidente da FPEJU: "A CBJ está, mais uma vez, de parabéns por reunir todas as lideranças do Judô brasileiro, os kodanshas, responsáveis pela disciplina, pela filosofia e, principalmente, pela ética do Judô brasileiro."

PAULO CÉZAR FERREIRA, presidente da FEJURR: "Esse segundo encontro vem para coroar o primeiro, que foi excepcional, reunindo quase todos os kodanshas do Judô brasileiro, trazendo conhecimento, trazendo amizade, uma condição para que a gente possa ter uma maior união. É uma passo muito importante da CBJ e acredito que só tem a trazer benefícios a todos nós nos nossos estados."

JOSMAR AMARAL, presidente da FEGOJU: "Uma ação louvável da CBJ e do presidente Silvio. Esse Encontro é uma iniciativa que traz a tradição do Judô, a filosofia de vida, promovendo essa concentração de professores que tanto contribuíram para o Brasil ser hoje a potência que é."

ANDRÉ MARIANO, árbitro FIJ A (FEMEJU): "Estamos aqui em Lauro de Freitas, na Bahia, para parabenizar a CBJ pelo reconhecimento àqueles que tanto fizeram e tanto fazem pela arbitragem brasileira. Uma homenagem justa, necessária e faz com que essas pessoas que tanto contribuíram possam passar sua experiência para os mais novos. O que a FIJ quer é elevar o nível da arbitragem mundial, capacitando cada vez mais os árbitros novos.

Veja mais notícias!

imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Resultados 3

ver completa
imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Resultados 2

ver completa
imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Resultados 1

ver completa
imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Parte 3

ver completa
imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Parte 2

ver completa
imagem da noticia

III Copa Filhos do Tigre mostra o crescimento das artes marciais chinesas no Brasil - Parte 1

ver completa