Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: CBJ

imagem da noticia

Eduarda Rosa e João Vitor Santos são os representantes do Judô brasileiro nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018

O Judô brasileiro está escalado para os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, que acontecerão de 06 a 18 de outubro, na capital da Argentina. Serão dois representantes: Eduarda Vaz Rosa, na categoria até 78 kg (que só existe para a categoria juvenil nesta competição), e João Vitor Santos, na categoria até 66 kg. 

Os atletas estão em Túnis, nesta semana, com o técnico Douglas Potrich em treinamento de campo internacional promovido pela Federação Internacional de Judô (FIJ), em parceria com o programa Solidariedade Olímpica, do Comitê Olímpico Internacional (COI). As atividades na Tunísia estão sendo conduzidas por dois campeões olímpicos: o holandês Mark Huizinga e o grego Ilias Iliadis.

"Estamos tendo a oportunidade de conhecer de perto os futuros adversários dos Jogos Olímpicos da Juventude, alinhando questões técnicas e táticas. Além disso, temos o aprendizado com Mark Huizinga e Ilias Iliadis, campeões olímpicos que passam uma ótima experiência estratégica de outras escolas de judô", explicou o técnico Potrich. 

A preparação contará ainda com outro treinamento de campo da CBJ em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil no período de 09 a 14 de setembro, com outros atletas das equipes de base, em Pindamonhangaba, São Paulo.

Eduarda tem 17 anos e é natural de Canoas, no Rio Grande do Sul, onde começou a praticar Judô aos seis anos de idade, na academia Kiai - Associação Canoense de Judô. Atualmente, ela defende as cores do Grêmio Náutico União, de Porto Alegre. É a líder do Ranking Mundial Juvenil na categoria até 70 kg e tem como ídolo no judô a sua conterrânea, Mayra Aguiar, bicampeã mundial e duas vezes medalhista olímpica. 

Em 2018, Duda destacou-se no Circuito Mundial Sub-18, conquistando o ouro no Pan-Americano Juvenil, na Copa Europeia Juvenil de Teplice (República Tcheca) e na Gymnasíade, as Olimpíadas Escolares, além de duas pratas nas Copas Europeias de Bielsko Biala (Polônia) e Zagreb (Croácia). 

“Estou me preparando para os Jogos da Juventude com força total e muita dedicação. É acordar e dormir vivendo Judô. Aproveitar ao máximo essa experiência olímpica que vou ter a oportunidade de viver, usufruir de tudo sem perder o foco nos próximos passos”, projeta Eduarda. “Meu objetivo a curto prazo é ser campeã dos Jogos Olímpicos da Juventude. No longo prazo, quero defender o Brasil nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024”.

João Vitor também tem 17 anos e nasceu em Santos, São Paulo. Aos seis anos, começou a aprender seus primeiros golpes nos tatames do Colégio Superando e, posteriormente, na Universidade Metropolitana de Santos (Unimes). Atualmente, defende o Minas Tênis Clube, de Belo Horizonte. João foi campeão pan-americano juvenil em 2018 e faturou títulos das principais competições nacionais, como o Campeonato Brasileiro Sub 18 e o Meeting Nacional Sub-18.

"Ser selecionado para disputar uma competição de alto nível, que eu sonhava muito, me deu uma motivação maior para continuar treinando forte e conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos da Juventude. A minha expectativa é ser campeão, independentemente das dificuldades que terei que enfrentar, principalmente, por estar lutando na categoria de cima, até 66 kg. Estou confiante e empolgado para ter essa primeira experiência olímpica e, futuramente, disputar os Jogos Olímpicos adultos", comentou João. 

Nos Jogos Olímpicos da Juventude, o Time Brasil será representado por cerca de 75 atletas com idades entre 15 e 18 anos, em 25 modalidades. Antes do embarque para Buenos Aires, todos os atletas da delegação se reunirão no CT Time Brasil, no Rio de Janeiro, para um período de treinamento em conjunto. Entre 29 de setembro e 2 de outubro, os jovens realizarão a fase final de preparação em oito instalações esportivas espalhadas pela cidade, a maioria delas no Parque Olímpico da Barra. 

Além dos treinos, haverá uma intensa programação de atividades informativas e educacionais. A expectativa é que Buenos Aires receba aproximadamente 4 mil atletas de 205 países em disputas de 36 modalidades e 280 provas.

Veja mais notícias!

imagem da noticia

Mestre Park faz exposição sobre implantação do Hapkido no Brasil no lançamento do livro Grandes Mestres – especial 10 anos

ver completa
imagem da noticia

Medalhista olímpico Luiz Onmura protagoniza desafio marcial no lançamento do livro Grandes Mestres

ver completa
imagem da noticia

Fábio Goulart é protagonista de desafio no lançamento do livro Grandes Mestres – 10ª edição

ver completa
imagem da noticia

Campeonato Mundial de Judô começa nesta quinta

ver completa
imagem da noticia

Judocas brasileiros se preparam para o Mundial de Baku

ver completa
imagem da noticia

Brasileiros buscam fazer história no GP de Taiwan

ver completa