O faixa preta 4ºdan em Kickboxing e 1ºdan em Jiu Jitsu tradicional nasceu em Marília, no interior de São Paulo, e ingressou no mundo das artes marciais em 1992, em razão da popularidade dos filmes de luta e do interesse em defesa pessoal.

Possui 26 anos de carreira. Seus principais títulos são o de campeão santista de contato total, paulista, brasileiro e sul-americano de Kickboxing e Vale-Tudo.

A fase mais difícil de sua trajetória não enfrentou dentro dos ringues, mas fora deles. Durante três anos, viveu no submundo das drogas. Nesse período bastante difícil, teve o apoio das famílias e nunca perdeu a fé em Deus. Hoje, está há seis anos longe do vício e atuando com trabalho social.

É técnico da seleção santista de Kickboxing 2019 pela FUPES, desenvolvedor do projeto social Sabaoht (artes marciais) no bairro Caruara, na área continental de Santos, no Litoral Sul de São Paulo, e também ministra aulas como personal fight.

Quando indagado sobre o seu objetivo, é bem sucinto. “Quero deixar um legado de discípulos formados na honra e disciplina das artes marciais”.

Inspirações: Jesus Cristo, filhas, esposa (Karen) mãe, pai. E Jesus lhe disse: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas (Mateus, XII: 34-40)”.

Fechar Menu