Gilvan Silva Batista

O mestre iniciou nas artes marciais há 25 anos por meio do Kung Fu Hung Gar. Seu primeiro sifu foi Clóves Ferreira, da linhagem do GM Li Hon Ki. Após chegar à faixa preta, migrou para o estilo Tai Lau Chuan, linhagem direta do GM Marcos Salem, no qual alcançou o nível de mestre.
Teve muitos momentos inesquecíveis, entre eles, foi eleito o educador do ano (2008) pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) e o atleta destaque de Kung Fu (2010) pelo Diário do Rio Doce.
Mestre Gilvan figura como o primeiro professor a levar o Kung Fu para as escolas regionais. Em 2014, ficou muito feliz quando as unidades municipais abriram espaço de vez para essa arte marcial.
Cursou Tai Chi Chuan e Acupuntura Chinesa. Na atualidade, trabalha como guardião do estilo Tai Lau Chuan, delegado regional, conselheiro da Liga Nacional do estilo Lau e diretor de patrimônio da Associação do Leste Mineiro de Artes Marciais (ALMAN).
É multicampeão e o único mestre de Minas Gerais a integrar o PAIF. Há 14 anos leciona Kung Fu em cinco centros de referência em assistência social.