Mestre Carlos Antônio Pontes Eduardo, de 50 anos, é 4° dan em Taekwondo e fã do ícone Bruce Lee. A primeira experiência em um dojang ocorreu em 1982, com os irmãos João e Levi, recém-chegados em Uberaba, Minas Gerais. O taekwondista, entretanto, fez seu exame de faixa preta em São Bernardo do Campo, região do ABC. Formou-se com o aval do mestre Chang e do professor Aloysio, da Academia Dud Ramos. Praticou Hapkido e Krav Maga. Em 2017, mestre Carlos Nezinho completou 30 anos de magistério marcial. Após o trabalho em Minas Gerais, viajou para São Sebastião, litoral norte de São Paulo, no qual introduziu o Taekwondo na região, no Tebar Praia Clube, sendo o primeiro professor do medalhista de ouro Diogo Silva. Teve o prazer de conhecer e treinar com o mestre Suzuki, no Japão. Ministrou também aulas em Nagahama, estado de Shiga Ken, assim como se submeteu ao exame de 4º dan. Hoje, desenvolve projetos sociais em uma ONG chamada CNT (Construindo Um Novo Tempo) e no Atletas de Cristo. “Tenho ministrado treinamentos para os jovens, com a finalidade de levá-los aos campeonatos. Assim, formo grandes cidadãos e campeões pautados nos ensinamentos do Taekwondo. Em geral, procuro oferecer cursos na área de Defesa Pessoal”, afirma.

Fechar Menu