Pilares aprendidos no dojo fazem com que Marcio Henrique de Alvarenga Nascimento lide melhor com pandemia

Por Girliani Martins| Crédito: Arquivo Pessoal

Em Vitória, no Espírito Santo, o médico e diretor executivo na área de Saúde, Marcio Henrique de Alvarenga Nascimento, está empenhado em combater o coronavírus.

O 1º dan em Karate realizou a montagem e assumiu a gestão do primeiro hospital geriátrico do estado para a MedSênior, operadora em que é diretor técnico. Essa unidade hospitalar tornou-se referência no combate ao vírus em pacientes idosos, grupo mais afetado pela doença.

Para otimizar os serviços, integra o board do comitê de crise, que se reúne diariamente e cria estratégias específicas para a COVID-19, além de estar na coordenação técnica de monitoria e tratamento de todos os pacientes suspeitos ou confirmados a nível ambulatorial. “Em virtude da proliferação do vírus, antecipamos a abertura do hospital em três meses. É um complexo de grande porte, formado por uma equipe de aproximadamente 400 pessoas que não tiveram tempo suficiente para treinamento adequado no meio da pandemia. Foi uma atitude de muita coragem da MedSênior. Tivemos que agir rápido, entretanto, nossa ação salvou muitas vidas. Com esforço, dedicação e profissionalismo, conseguimos estabelecer os fluxos, bem como organizarmos em tempo recorde o hospital, no meio de uma luta contra um adversário que não conhecíamos o suficiente. Além da carga extensiva de trabalho nesse local, tive que dar suporte telefônico às centenas de pacientes que tratamos e monitoramos, tanto em casos que envolvem o agravamento de sintomas, quanto em esclarecimento de dúvidas, ajudando a amenizar o medo e a insegurança”, reflete.

O faixa preta de Karate e médico, Marcio Nascimento.

Leia a matéria na íntegra na nova edição da Revista Master – Caderno Especial Faixas pretas contra o coronavírus

Amazon:

Capa 1 – Faixas pretas contra o coronavírus

Capa 2 – Blackbelt

Google Play

Capa Blackbelt

Kobo

Capa 1 – Faixas Pretas contra o coronavírus

Capa 2 – Blackbelt

Quer a versão impressa da revista? Clique aqui

Saiba tudo sobre a nova edição (clique aqui)