Da Redação | Crédito: Flávio Vicente de Souza/Arquivo Pessoal

Nesta semana, a Bueno Editora recebeu o líder do Hombu Dojo Jinbukan mundial, Hitoshi Kanei (7º dan).

Nascido no Japão, o ícone é herdeiro do fundador do Jinbukan Karate Kobudo, mestre Katsuyoshi Kanei.

Na ocasião, os diretores da Bueno Editora, Elaine Ferreira e Fábio Bueno, entregaram o diploma de Grandes Mestres e uma edição do livro GM Américas, do qual ele é um dos destaques, ao lado do presidente da Okinwa Shori-ryu Karate-Do Jyureikan e Kobudo Jinbukai do Brasil, Flávio Vicente de Souza.

Sensei Kanei está em nosso país para ministrar seminários e ficou muito satisfeito em saber que os brasileiros estão dedicados em manter a tradição da arte marcial. “Muito obrigado pela homenagem. Fico muito contente em saber que também se preocupam com as raízes do Karate. O meu objetivo é que todos se dediquem ao treinamento e não deixem se levar pelo ego. A humildade é a nossa base. Seja rígido com você mesmo e suave com o próximo”, sugere.

O dirigente visitou a Bueno Editora acompanhado pelos senseis Flávio Vicente de Souza, Rogério Chagas (Uruguai) e Mirzom Zambrando (Chile).

Segundo o representante da organização no Brasil, Flávio Vicente, a Jinbukai está presente no mundo inteiro e possui filiados na Europa, Vietnã, EUA, Panamá, República Dominicana e América Latina. “A vinda do sensei ao nosso país, com certeza, fortalecerá o Karate Budo de Okinawa”, comenta.

Para o uruguaio Rogélio Chagas, 5º dan, foi uma honra ter conhecido Hitoshi Kanei. “Eu participei de um seminário dele e foi uma emoção indescritível. Saí do treinamento mais inspirado”, disse.

Vindo do Chile, Mirzom Zambrando, pratica Karate há mais de 40 anos e tem muita admiração pelo lendário mestre. “Eu e sensei Flávio representamos a Jinbukai em nossos respectivos países. Esses seminários no Brasil e Chile estão nos unindo cada vez mais”, fala.

Além deles, estiveram na  editora Sergio Valencia, Tomio Jerri Gushiken e Yudi Chinen.

Fechar Menu