Mais adaptados, judocas iniciam terceira semana seguida de treinos em Portugal na Missão Europa

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Alexandre Castello Branco/COB

Concentrada em Portugal na Missão Europa do Comitê Olímpico do Brasil, a seleção brasileira de Judô iniciou nesta segunda-feira, 03, a terceira semana seguida de treinamentos no dojô, em Coimbra. As atividades, coordenadas pelos técnicos Mario Tsutsui e Yuko Fujii, acontecem de segunda a sábado, em dois períodos, focando na retomada gradual do ritmo de treino e condicionamento físico dos atletas.  

“A gente está com o objetivo de ir evoluindo pouco a pouco para conseguir chegar naquela performance boa. Foi engraçado que, no início do treino, quando a gente teve o primeiro contato no tatame, eu senti um pouco o tornozelo. Não foi entorse, nada assim. Foi fadiga só com o exercício de andar no tatame, de movimentação parada. Mas, agora, o corpo já está mais adaptado, a parte física melhorou e os golpes não estão saindo mais quadrados, já estão mais redondos”, comparou o meio-leve Daniel Cargnin.  

O objetivo da comissão técnica é nivelar o condicionamento técnico e físico dos atletas durante esse período em Portugal para que, ao final, estejam prontos para qualquer direção que seja tomada: continuidade de treinos ou retorno às competições.  

De acordo com a Federação Internacional de Judô, ainda não há uma data prevista para a volta do Circuito Mundial. Mas, a FIJ garantiu que dará, pelo menos, dois meses de antecedência para confirmar a realização da etapa de retomada do Circuito.  

No longo prazo, contudo, o retorno aos treinos em ambiente seguro e controlado oferecido aos judocas que estão em Portugal é um passo importante no caminho daqueles que buscam sua vaga em Tóquio.   

“Acho que esse período é uma construção da nossa caminhada até a Olimpíada. A gente está voltando agora, fazendo judô. No final, a gente já vai estar num ritmo bom, numa preparação mais forte para a volta das competições e dessa preparação toda até a Olimpíada”, projetou a ligeiro Nathália Brígida (48 kg).  

Bolo, vela e tatame: Mayra Aguiar celebra 29 anos 

A segunda foi de treino e também de comemoração para a aniversariante do dia, Mayra Aguiar, que ganhou um bolinho para apagar as velas dos seus 29 anos ao lado dos colegas de equipe na concentração de Coimbra. Nas redes sociais, ela agradeceu o carinho: “2.9 com meus irmãos de tatame. Amo vocês! Obrigada a todos pelas mensagens e pelo carinho.” 

Mayra é a maior medalhista brasileira em Campeonatos Mundiais – tem seis pódios no adulto e quatro no júnior – e já faturou dois bronzes olímpicos (Londres 2012 e Rio 2016).