Judô Solidário: Clubes e Associações promovem campanhas de arrecadação para famílias carentes

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: CBJ

Judocas, clubes e associações de Judô de diversas cidades do Brasil têm promovido ações de arrecadação de alimentos e materiais de limpeza e higiene para comunidades e famílias carentes. Por meio da solidariedade, as iniciativas buscam minimizar o impacto financeiro causado pela quarentena. Isso é Judô!

A Associação de Judô Rogério Sampaio, de Santos, em São Paulo, está registrando famílias necessitadas e arrecadando mantimentos e produtos de higiene, que serão destinadas às famílias da região.

Em Jequié, na Bahia, a Associação Judô Ação também está recebendo doações para a população em risco social e econômico do município baiano.

O Instituto Reação, projeto social presente em diversas comunidades do Rio de Janeiro, criou a campanha #IpponNoCorona, na luta contra o Covid-19. As doações para a iniciativa são feitas em dinheiro, e serão revertidas em cestas básicas para cerca de 2 mil famílias cadastradas no Instituto. Na primeira fase da ação serão atendidas comunidades do Rio de Janeiro e Mato Grosso.

Os professores de Judô Felipe de Oliveira e Caio Perondi criaram a campanha “AJUDÔU cestas básicas”. Inspirados no lema “Salvando vidas, doando amor”, a iniciativa está arrecadando alimentos e produtos de limpeza, que serão doados para as comunidades carentes das regiões de Praia Grande, São Vicente e Santos, localizados no litoral de São Paulo.

Na comunidade do Complexo de Alemão, no Rio de Janeiro, a Associação Nagai, projeto social liderado pela professora Silvana Nagai, está também recebendo doações financeiras, que serão destinadas aos moradores e famílias carentes da região.

Em um momento tão sensível e importante para a saúde coletiva, é preciso, mais do que nunca, seguir os princípios do Judô, como o Jita Kyoei: solidariedade para prosperidade e benefícios mútuos.

Fechar Menu