Coordenação Nacional de Arbitragem lança cartilha para árbitros com vocabulário internacional

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: Rafael Burza/CBJ

A Coordenação Nacional de Arbitragem preparou uma cartilha educativa voltada para árbitros brasileiros que pretendem se capacitar para atuar em nível Continental (FIJ B) e Internacional (FIJ A).

O material de estudo busca demonstrar a importância do aprendizado de outros idiomas, em especial o espanhol e inglês, uma vez que é exigida fluência mínima nos idiomas para capacitação como árbitro internacional.

Árbitro sinaliza ippon para Maria Portela no Campeonato Mundial de Tóquio 2019.

O documento publicado no portal da CBJ, traz mais de 350 palavras e expressões em espanhol e inglês, com sua equivalência em português, comuns no cotidiano, em situações de viagem, competições e na prática do Judô. Por meio desse material, os árbitros poderão se familiarizar com palavras-chaves e, dessa forma, expandir seu vocabulário.

Vale lembrar que a fluência no idioma espanhol é pré-requisito para o pleito de Árbitro Internacional (FIJ A). CLIQUE AQUI para acessar o Vocabulário Resumido para Utilização em Eventos Internacionais.