COB reforça orientações e recomendações aos atletas sobre cuidados com o Coronavirus

Por Confederação Brasileira de Judô | Crédito: CBJ

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) distribuiu aos atletas do Time Brasil uma cartilha com uma série de recomendações, reforçando os cuidados necessários para se proteger do Coronavírus, além de orientações sobre a saúde física e mental dos atletas em quarentena.

O documento endossa as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, como higiene básica adequada, isolamento social e uma dieta nutricional que fortaleça o sistema imunológico.

LEIA AQUI A CARTILHA DO COB

Com o fechamento de clubes e academias por todo o Brasil, atletas de diversas modalidades, entre eles os judocas da seleção brasileira, se viram obrigados a refazer o planejamento de treinos e adaptá-los à realidade do isolamento social.

#EuTreinoEmCasa

Ao longo da última semana, diversos atletas usaram suas redes sociais para compartilhar a nova rotina de atividades em casa. Da mesma forma, a CBJ lançou a campanha #EuTreinoEmCasa, estimulando os judocas de todo o Brasil a seguirem as recomendações das autoridades sanitárias de evitarem aglomerações e respeitar o isolamento social. 

A medalhista olímpica Mayra Aguiar (78 kg), por exemplo, contou com a ajuda da sua irmã, Hellen, nas atividades físicas realizadas dentro do seu apartamento, em Porto Alegre.

Já o casal Aléxia Castilhos (63 kg) e Eric Takabatake (60 kg) estão em quarentena juntos e aproveitam para realizar seus treinos em dupla.

Enquanto isso, a campeã olímpica Sarah Menezes compartilhou, em suas redes sociais, exercícios educativos para animar a quarentena das crianças, as ajudando a evoluir na prática de Judô com objetos improvisados de sua residência, como uma cadeira.

Diversos outros atletas do Judô brasileiro estão compartilhando seus treinamentos com a hashtag #EuTreinoEmCasa. A iniciativa visa reforçar a importância de se manter em casa durante a quarentena, utilizando seu tempo livre para se exercitar, cuidando, assim da sua saúde e do seu corpo. 

É importante reforçar que os treinos dos atletas de alto rendimento são feitos exclusivamente para eles, de acordo com a necessidade e especificidade fisiológica de cada atleta. Portanto, não devem ser reproduzidos por outras pessoas sem a orientação de um profissional de Educação Física. 

Fechar Menu