Aurélio Miguel e Rogério Sampaio são homenageados pelo Governo Federal no Centenário Olímpico do Brasil

Por Comitê Olímpico do Brasil | Crédito: COB

Os judocas campeões olímpicos Aurélio Miguel e Rogério Sampaio foram condecorados com a recém-instituída Cruz do Mérito Desportivo, homenagem do Governo Federal do Brasil aos atletas com grandes contribuições ao país.

A homenagem aconteceu na quarta-feira (19), no Palácio do Planalto, em Brasília, em cerimônia com a participação de autoridades governamentais e do esporte, como o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley Teixeira. O presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, também foi um dos convidados ilustres e prestigiou o evento.  

(da esq. para a dir.) Rogério Sampaio, o presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, e Aurélio Miguel.

As homenagens fazem parte da comemoração do Centenário Olímpico do Brasil. Há cem anos, os Jogos Olímpicos da Antuérpia 1920, marcaram a estreia do Brasil nas Olimpíadas.

Ao todo, 14 ídolos do esporte brasileiro receberam a Cruz do Mérito Desportivo: Guilherme Paraense (primeiro medalhista de ouro do país nos Jogos Olímpicos, em 1920), a nadadora Maria Lenk (primeira sul-americana a disputar o evento, em 1932), Isaquias Queiroz (Canoagem), Arthur Zanetti (Ginástica artística), Janeth Arcain (Basquete), Lars Grael (Vela), Marcelo Ferreira ( Vela), Torben Grael (Vela), Natália Falavigna (Taekwondo), Poliana Okimoto (Maratonas Aquáticas), Ricardo Santos (Vôlei de Praia), Robson Conceição (Boxe),  Aurélio Miguel (Judô) e Rogério Sampaio (Judô). 

“Fiquei muito feliz de ser homenageado neste evento que tem por objetivo comemorar os cem anos de participação do Brasil nos Jogos Olímpicos e me senti honrado por estar ao lado de grandes atletas. Esse é um ano realmente para ser comemorado”, agradeceu o diretor Geral do COB e campeão olímpico de Judô em Barcelona 1992, Rogério Sampaio.  

A solenidade aconteceu justamente no Dia do Esportista e, além das homenagens, contou ainda com uma exposição de fotos, medalha e selo comemorativo.  

Na edição de Antuérpia 1920, a delegação brasileira foi composta por 22 atletas, de cinco modalidades (Natação, Polo Aquático, Remo, Saltos Ornamentais e Tiro Esportivo). A primeira vez que o Judô participou dos Jogos foi na edição de Tóquio 1964, com Lhofei Shiozawa. De lá até Rio 2016, a modalidade já arrematou 22 medalhas olímpicas, sendo o esporte que mais trouxe pódios para o Brasil na história dos Jogos.

Confira nossa Galeria de Medalhistas:

“Com equipamentos emprestados, nós conquistamos nossas primeiras medalhas olímpicas em 1920: um ouro, uma prata e um bronze.

Agora, graças ao trabalho incansável do COB, à generosidade dos apostadores nas loterias da Caixa, ao programa Bolsa Atleta e aos programas de incentivo ao atleta de alto rendimento oferecido pelas Forças Armadas, o Time Brasil chegará a Tóquio 2020 melhor do que no Rio 2016”, destacou o presidente do COB, Paulo Wanderley.

Fechar Menu